Vantagens e benefícios

O QUE É A ELETROESTIMULAÇÃO MUSCULAR – EMS?

A eletroestimulação é uma inovação tecnológica que foi concebida  para recrutar fibras musculares mediante impulsos elétricos de um modo involuntário, ou seja, fazer uma contração muscular sem que o cérebro envie a ordem.

 

COMO É QUE FUNCIONA?

O funcionamento dos eletroestimuladores, e em concreto o que usamos no The Body, é muito simples.

Tem 10 canais para individualizar a intensidade dos diferentes grupos musculares e poder concentrar o treino conforme os diferentes objetivos do cliente.

Da mesma maneira, podemos, durante o treino, modificar a frequência dos estímulos elétricos emitidos pelo eletroestimulador e que se medem em Hz (ciclos por segundo). Dependendo desta frequência, os tempos de estímulo e descanso, e os exercícios que se realizarem, alcançar-se-ão objetivos diferentes.

 

 

QUE APLICAÇÕES TEM SEGUNDO OS PROGRAMAS E O TIPO DE TREINO?

As aplicações dos eletroestimuladores são muito variadas, o importante é o seu uso correto e a formação para isso.

Pode-se utilizar com objetivos desde endorfínicos até de hipertrofia muscular, passando por muitos outros programas focados no aumento de força e desenvolvimento desta tanto na sua vertente explosiva como reativa, resistência aeróbica muscular, aumento de tónus muscular, perda de peso, antiaging, …

VANTAGENS DO TREINO COM EMS
  • Maior e mais rápido aumento do tónus muscular localizado que outro sistema de treino.
  • Maior hipertrofia do que com o treino com sobrecargas.
  • Mais aumento de força explosiva do que o treino voluntário.
  • Excelente massagem e perfeita recuperação em lesões.
  • Regeneração e oxigenação de tecidos 500% mais.
  • Excelente ajuda para terapias de diminuição de percentagem de gordura.
  • Desaparecimento ou redução do dor.
  • Aumento da resistência local por transformação de fibras intermédias em lentas.
  • Diminuição de lesões e de fadiga em desportistas.
  • Ganho de tempo para dedicar à técnica.

 

BENEFÍCIOS DO TREINO COM EMS
  • Maiores ganhos de tónus muscular pelo maior recrutamento de moto neuronas.
  • Aumentos de volume muscular pela maior intensidade que se aplica desde o início do programa.
  • Mobilização dos ácidos gordos graças ao aumento do fluxo sanguíneo localizado.
  • Maior regeneração tecidular de grande ajuda no caso de artroses, artrites e/ou osteoporoses.
  • Facilitar a localização muscular e o progresso pelas sensações que se recebe através da EMS.
  • Bio-Feed Back indispensável para a propriocepção.
  • Acelerar os processos de recuperação em caso de lesões e/ou depois de atividades fatigantes pela cómoda redução do ácido láctico e a posterior recuperação dos microtraumatismos intramusculares provocados pelo treino voluntário e/ou pelo induzido pela EMS.